O Regulamento Brasileiro de Aviação Civil criado pela Anac passou a exigir dos Correios uma nova medida que vai limitar ou até suspender o envio de baterias de lítio no país.

O objetivo é controlar os produtos que são transportados por todo o país e que podem colocar em risco as aeronaves.

Os Correios anunciaram que a partir do dia 31 de janeiro serão suspensas as postagens de dispositivos eletrônicos contendo baterias de lítio ou íons de lítio em diversos trechos do território nacional. 

Sedex 10 e Sedex 12 (estadual e nacional) e Sedex simples nacional não aceitarão mais postagem com as baterias. Alguns trechos do Sedex simples estadual também estarão impedidos de transportar esse produto. De Manaus para Caruari, Eurinepé, Envira, Tabatinga, São Paulo de Olivença e Tefé, De Belém para Santarém, de Recife para Fernando de Noronha e de Rio Branco para Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Jordão e Santa Rosa do Purus estão entre esses trechos.

Outras modalidades de envio, porém, ainda aceitarão transportar as baterias, no entanto, apenas se as baterias estiverem acopladas aos aparelhos, como tablets e smartphones. São eles, o PAC, Sedex Hoje, Sedex Local, Sedex 10 Local e Sedex 12 Local. Baterias que não estejam acopladas aos aparelhos, transportadas individualmente, não serão transportadas em hipótese alguma pelos Correios, em nenhum trecho por nenhum tipo de envio.