A empresa responsável pelo Spotify, o mais famoso serviço de streaming musical do mundo, atualizou seus termos de uso e iniciou uma cruzada contra os ad blockers (bloqueadores de anúncios).

As novas regras são claras e afirmam que pode ser suspenso ou expulso da plataforma quem burlar ou bloquear anúncios no Spotify Service, ou criar ou distribuir ferramentas para tal finalidade.

Há quase um ano atrás foi revelado que quase 2 milhões de pessoas usavam versões modificadas do App Spotify capazes de “piratear” o serviço de streaming, fazendo com que esses usuários conseguissem usufruir de recursos da versão paga, mesmo utilizando a versão gratuita.